Home page

Apresentação

¬† ¬† ¬† ¬† O conceito inicial do Centro Tecnol√≥gico de Pedras, Gemas e Joias do Rio Grande do Sul (CTPGJRS ou CT-Pedras) teve in√≠cio em maio de 2005 com a assinatura do conv√™nio entre a Uni√£o (por meio do Minist√©rio da Ci√™ncia e Tecnologia), a Prefeitura Municipal de Soledade e a Universidade de Passo Fundo (UPF). A implanta√ß√£o da sede em Soledade ‚Äď RS ocorreu em 2006.

        Atualmente, O CT-Pedras tem como objetivos a qualificação profissional, a pesquisa científica e tecnológica e a transferência de tecnologia agregada à prestação de serviços.
¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬† O Centro Tecnol√≥gico de Pedras, Gemas e Joias do Rio Grande do Sul ‚Äď Sede Administrativa ‚Äď √© mantido pela Universidade de Passo Fundo, Prefeitura Municipal de Soledade e o Sindipedras (Sindicato das Ind√ļstrias de Joalheria, Minera√ß√£o, Lapida√ß√£o, Transforma√ß√£o e Beneficiamento de Pedras Preciosas do Estado do Rio Grande do Sul), atrav√©s de um Termo de Coopera√ß√£o. Esse termo define as condi√ß√Ķes para manuten√ß√£o, coordena√ß√£o, utiliza√ß√£o e realiza√ß√£o de atividades no CTPGJRS, inclusive a coordena√ß√£o e administra√ß√£o pela Universidade de Passo Fundo.

 

UPF ‚Äď Entidade Coordenadora
¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬† Como entidade coordenadora do CTPGJRS a Universidade de Passo Fundo tem sua sede em Passo Fundo, estado do Rio Grande do Sul. Foi criada e √© mantida pela Funda√ß√£o Universidade de Passo Fundo, institui√ß√£o comunit√°ria e regional fundada em 28 de junho de 1967. Foi declarada de utilidade p√ļblica municipal pelo decreto 7/67, de 3/7/1967; estadual, pelo decreto 18 679, de 16/10/1967; federal, pelo decreto 62 575, de 22/4/1968 e reconhecida pelo governo federal pelo decreto n¬ļ 62 835, de 6 de junho de 1968. Desde 1993, a Universidade de Passo Fundo tornou-se uma institui√ß√£o multicampi (parecer 772/93 do Conselho Federal de Educa√ß√£o), implantando unidades nos munic√≠pios-polo da regi√£o: Carazinho, Casca, Lagoa Vermelha, Palmeira das Miss√Ķes, Sarandi e Soledade. A liga√ß√£o da UPF com o CTPGJRS se d√° por meio de seu Campus Soledade.

Prefeitura Municipal
¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬† A Prefeitura Municipal de Soledade investiu recursos na contrapartida nos conv√™nios celebrados com o MCT, para aquisi√ß√£o de equipamentos para inova√ß√£o tecnol√≥gica do setor, o munic√≠pio contribuiu com recursos para o transporte no per√≠odo de realiza√ß√£o de cursos de qualifica√ß√£o profissional. Atualmente, custeia 03 funcion√°rios para a vigil√Ęncia do local e a rede el√©trica.

Sindipedras
¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬† O Sindipedras - Sindicato das Ind√ļstrias de Joalheria, Minera√ß√£o Lapida√ß√£o, Beneficiamento e Transforma√ß√£o de Pedras Preciosas do Rio Grande do Sul √© uma entidade de direito privado, sem fins lucrativos, criada em 1989, com sede no munic√≠pio de Soledade/RS e tem como objetivo a defesa dos direitos e interesses da categoria (estudos, coordena√ß√£o, prote√ß√£o e representa√ß√£o legal), com base territorial no Estado do Rio Grande do Sul. Possui 58 empresas associadas localizadas em Ametista do Sul, Arroio do Meio, Cristal do Sul, Frederico Westphalen, Lajeado, Marques de Souza, Nonoai, Porto Alegre, Soledade e Teut√īnia. Sua relev√Ęncia para o CTPGJRS deve-se ao fato de expor as problem√°ticas do setor que necessitam de solu√ß√£o.

Protocolo de Cooperação - UFRGS
¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬† Em 2010, O CTPGJRS firmou importante conv√™nio com a UFRGS - Universidade Federal do Rio Grande do Sul, atrav√©s de um Protocolo de Coopera√ß√£o Amplo. Esse conv√™nio foi assinado pelo reitor da UFRGS, prof. Carlos Alexandre Netto, e prev√™ a√ß√Ķes acad√™micas conjuntas em ensino, pesquisa e extens√£o. A assinatura do conv√™nio constituiu a culmin√Ęncia de um crescimento continuado de atividades conjuntas, iniciado ainda antes da funda√ß√£o do centro em 2006, pois v√°rios pesquisadores da UFRGS participam ou lideram projetos de desenvolvimento cient√≠fico e tecnol√≥gico no CTPGJRS.
¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬† Est√£o inclu√≠dos os seguintes temas: digitaliza√ß√£o tridimensional de gemas, design de gemas e joias, reaproveitamento industrial de res√≠duos s√≥lidos e da √°gua do corte de √°gata, desenvolvimento industrial sem a gera√ß√£o de res√≠duos, mapeamento geol√≥gico de Soledade, licenciamento ambiental, potencialidades de utiliza√ß√£o dos res√≠duos, transforma√ß√£o de res√≠duos para produto tecnol√≥gico, entre outros. V√°rios profissionais est√£o desenvolvendo suas atividades no centro em associa√ß√£o com programas de p√≥s-gradua√ß√£o da UFRGS. Pode-se vislumbrar um resultado muito positivo para a ind√ļstria, com√©rcio e popula√ß√£o de Soledade atrav√©s dessa associa√ß√£o acad√™mica e empresarial.
¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬† Al√©m disso, o CT-Pedras faz parte da Governa√ßa do APL de Pedras, Gemas e Joias do RS que tem como cidade polo Soledade ‚Äď Capital das Pedras Preciosas (Lei Estadual n¬ļ 12.874 de 20/12/2007) ‚Äď, onde est√£o localizadas cerca de 180 empresas, das quais 63 s√£o associadas ao Sindipedras e 150 associadas √† Appesol. Vale lembrar que uma empresa pode, ao mesmo tempo, estar filiada ao Sindipedras e √† Appesol.
        Possui parcerias com as empresas do setor de gemas e joias filiadas ao Sindipedras e à Appesol para a colaboração na execução de diversos projetos.

MISSÃO UPF
        Produzir e difundir conhecimentos que promovam a melhoria da qualidade de vida e formar cidadãos competentes, com postura crítica, ética e humanista, preparados para atuar como agentes transformadores.

MISS√ÉO CENTRO TECNOL√ďGICO DE PEDRAS, GEMAS E JOIAS DO RS
        Pesquisar, desenvolver e transferir tecnologia* para o setor de Pedras, Gemas e Joias que primem inovação, sustentabilidade e inclusão social; atuar como promotor do desenvolvimento da cadeia produtiva; e formação de recursos humanos como agentes de transformação.
(*equipamentos, produtos, processos e serviços)

VIS√ÉO CENTRO TECNOL√ďGICO DE PEDRAS, GEMAS E JOIAS DO RS
        Tornar-se um Centro de Pesquisa Aplicada referência para o setor de Pedras, Gemas e Joias.